Com o avanço do coronavírus, é hora de aderir ao delivery?

Infelizmente a crise do coronavírus paralisou o mundo inteiro.

Aqui no Brasil, diversos setores estão sentindo na pele o nefasto efeito social e econômico que a pandemia trouxe.

Dentre eles, o setor de alimentação fora do lar. O termo se faz ainda mais importante, porque, a principal recomendação das autoridades de saúde é que as pessoas permaneçam em casa o tempo inteiro para diminuir o poder de espalhamento da doença.

Com isso, o faturamento cai abruptamente, enquanto as contas mensais continuarão chegando normalmente. Pensando nisso, a Nexxo publicou um texto, dias atrás, para te ajudar com toda essa situação.

Resultado de imagem para coronavirus

Como lidar com o CORONAVÍRUS em seu food service.

Mas o motivo desse texto é outro! Sabendo que o atendimento presencial caiu praticamente a zero por conta da quarentena em todo o país, muitos donos/gestores de bares e restaurantes começaram a pensar em abrir e/ou ampliar sua demanda delivery.

Quem o fizer, estará indo muito bem! Muitas pessoas, mesmo estando em casa não cozinham, seja por hábito, escolha pessoal ou falta de habilidade mesmo. Nós já havíamos previsto um crescimento natural no delivery de food service, agora então, essa tendência estará mais forte ainda.

Se você vai apenas esperar a crise passar, sinto dizer que esse pode ser o tempo suficiente para seu negócio afundar sem volta. A expectativa de normalização da sociedade brasileira está prevista pelas autoridade para daqui a quatro ou cinco meses apenas.

Portanto, é hora de agir!
Resultado de imagem para restaurantes cheios

Mas se você ainda não tem experiência com delivery, indicamos um texto aqui do nosso blog que ensina um passo a passo muito importante.

 

Como cadastrar um restaurante no Rappi!

É importante saber que cadastrar o seu restaurante num app famoso de entregas não vai resolver o seu problema por completo, em apps como Ifood, Uber Eats, Rappi, entre outros, a concorrência é muito grande. É claro que seu serviço será visto e solicitado, mas não estancará o problema.
Uma alternativa a isso é, além de cadastrar o seu restaurante nos principais apps, fazer também um delivery próprio contactando os seus clientes frequentes. Aliás, essa dica de obter o contato dele foi dada aqui em nosso site há algum tempo atrás, quando falamos sobre wi-fi com leads, onde os clientes deixam seu nome, telefone e e-mail, em troca de utilizar o wi-fi da casa.
O serviço pode ser oferecido via telefone, WhatsApp e também anunciado nas redes sociais do seu negócio. Assim, com o cliente já conhecendo o seu serviço e gostando dele (se ele for frequente no seu estabelecimento é porque gosta) tende a requerer o serviço fora da concorrência dos grandes aplicativos.
Além da entrega em casa, outra opção é a retirada da comida no próprio restaurante. O cliente até se desloca, mas não permanece no local. Esse modelo tem crescido bastante aqui no Brasil.
Uma terceira e mais complexa (não tanto) alternativa é criar um aplicativo próprio do seu restaurante, com cupons de desconto, bônus fidelidade, dentre outras coisas. Obviamente, o seu app não será tão baixado quanto os mais famosos a não ser que vire um case de sucesso absoluto, mas, tendo um app próprio, você pode controlar a sua audiência e a forma como as informações chegam, além de não precisar pagar a taxa que os apps de delivery costumam cobrar.
Gostou? Temos uma dica bônus pra você!

Com a potencial queda de público nas próximas semanas (podendo chegar a meses), você vai precisar ter TOTAL ATENÇÃO ao seu planejamento de compras e principalmente ao seu CMV (custo de mercadoria vendida).

Pensando nisso, preparamos um E-BOOK GRATUITO para te ajudar a calcular o seu CMV e te ajudar a construir um planejamento mais apurado com decisões mais acertadas. Você pode acessar este material GRATUITAMENTE clicando aqui!

Compartilhe: