Dark Kitchen: a nova tendência no food service

Dark kitchen (ou cozinha fantasma) é um estabelecimento focado em delivery, o que reduz bastante os custos já que não há custos com garçons, além de ter o estabelecimento em ambientes muito menores e mais baratos.

O setor de food delivery vive um boom, sendo um sucesso atualmente! Isso é evidenciado por aplicativos que ajudaram o food service a movimentar cerca de 11 bilhões, crescendo 12% ao ano segundo a ABRASEL.

Por causa desse crescimento, as empresas estão de olho em um novo conceito: DARK KITCHEN.

As vantagens não param por aí. Como o cliente não vai, de fato, até o estabelecimento, a cozinha pode ser compartilhada e atender diversos tipos de restaurantes, tendo um cardápio super flexível, agilidade na entrega e um investimento financeiro menor.

A chance de se tornar um sucesso é tamanha que restaurantes que funcionam apenas em um turno por dia já pensam em locar o espaço da cozinha a fim de aumentar o faturamento.

As empresas IFOOD e RAPPI já começaram os testes p/ implantação de suas DARK KITCHEN’s em cidades como São Paulo, Curitiba e Recife.

INSIGHT’S NEXXO:

  • Esse novo segmento pode alavancar o seu faturamento. Aproveite o mercado.
  • Sua cozinha pode ser aproveitada fora do horário de funcionamento pelo próprio restaurante p/ entregas delivery.
  • Ela tbm pode ser locada p/ outros restaurantes que já operam apenas com delivery e estão procurando uma cozinha de aluguel mais barato.
  • Aproveite as cozinhas colaborativas p/ realizar o serviço alternativo de delivery sem impactar seu fluxo operacional.
  • É possível focar integralmente no DARK KITCHEN, funcionando apenas como locatário de cozinhas.
  • Outra alternativa é a parceria com os aplicativos. Neste caso, eles fornecem a embalagem e o restaurante se preocupa apenas em montar o prato.

 

Compartilhe: