Imposto de Renda 2019

 lion

O imposto de renda é uma obrigação que tira o sono de muitos brasileiros. Já separou a papelada necessária para declarar o Imposto de Renda 2019?

A temporada de acerto de contas com o Leão começou no dia 07 de Março. Para quem vai entregar a declaração, é importante organizar os documentos. Quanto antes o contribuinte listar e solicitar os documentos junto a bancos, escolas, médicos, entre outros, menor a chance de esquecer informações e cometer erros durante o preenchimento.

Você tem dois bons motivos para se antecipar: o contribuinte que não apresenta todas as informações, pode cair na malha fina, não corra o risco. Quem envia a declaração no início do prazo também recebe mais cedo a restituição do imposto de renda, caso tenha direito.

A falta de informação a respeito do imposto de renda gera dúvidas na cabeça de muitos declarantes. Para evitar problemas futuros, como a sonegação de imposto, para que você entenda e saiba como fazer corretamente a declaração do IRPF 2019, te explicamos melhor agora.

 

O que mudou na declaração do Imposto de Renda 2019?

  • É necessário declarar o CPF de dependentes de qualquer idade;
  • Preenchimento de campos destinados às informações complementares é obrigatório;
  • Informar o CNPJ da instituição financeira onde tem conta-corrente e aplicações financeiras é obrigatório;
  • Informar sobre a alíquota efetiva utilizada no cálculo da apuração do imposto é obrigatório;
  • Possibilidade de impressão do DARF para pagamento de todas as quotas do imposto, mesmo em atraso;
  • O envio das consistências com todos os cruzamentos vão acontecer 24 horas após entrega da declaração.

 

Quem está obrigado a entregar o Imposto de Renda 2019?

(Se você estiver enquadrado em uma das situações abaixo, está obrigado a declarar)

  • Quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70;
  • Produtor rural que obteve receita bruta superior a R$ 142.798,50 ou pessoas que tiveram prejuízo rural em 2018;
  • Pessoas que não tiveram rendimento em 2018, mas receberam isentos e não tributados (exemplos: indenização trabalhista ou rendimento na poupança) maior que R$ 40 mil;
  • Pessoas que obtiveram ganho de capital na venda de bens ou direitos sujeito à incidência ou realizou operações na Bolsa de Valores;
  • Quem residiu no Brasil em qualquer mês do ano passado e ficou nessa condição até 31 de dezembro de 2018;
  • Quem tinha até 31 de dezembro de 2018 a posse de bens ou direitos, inclusive terra nua, com valor superior a R$ 300 mil.

 

Formas de entregar sua declaração

  • Para quem possui Certificado Digital, diretamente no site da Receita;
  • Pelo computador, baixando o programa IRPF 2019;
  • Em celulares e tablets, através do aplicativo “Meu Imposto de Renda”.

Não esqueça: se você não entregar no prazo que vai até 30 de Abril, a multa equivale a 1% do mês do ano-calendário ou fração por atraso, mais uma multa mínima de R$ 165,74.

 

Declaração completa ou simplificada

O contribuinte pode optar pelo modelo simplificado ou completo para envio da sua declaração.

Para quem opta pela declaração simplificada, é aplicado o desconto padrão de 20% sobre o cálculo do imposto (independente de gastos com educação e saúde, por exemplo). O limite para esse desconto é de R$ 16.754,34.

A opção de declaração completa é indicada para quem possui dependentes e muitas despesas para deduzir, é preciso informar detalhadamente todos os gastos e guardar os comprovantes por, no mínimo, cinco anos. Caso a soma total das deduções não exceda R$ 16.754,34, a migração é feita pelo programa do Imposto de Renda 2019 de forma automática para o modelo simplificado.

 

O que pode e o que não pode ser deduzido no Imposto de Renda 2019

Podem gerar dedução

  • Gastos com médicos e dentistas; de renda
  • Gastos com educação;
  • Previdência privada;
  • Dependentes;
  • INSS de empregados domésticos (até 1.171,84);
  • Doações incentivadas (até 6% do IR devido para doações);
  • Pensão alimentícia por decisão judicial.

Não podem gerar dedução

  • Plano de saúde, quando é pago pela empresa;
  • Cursos de idiomas e cursos pré-vestibulares;
  • Despesas com educação acima de R$ 3.561,50;
  • Gastos com academia;
  • Gastos com veterinário;
  • Gastos com aluguéis, material escolar e outros gastos extras.

 

Agora que você já tem todas as informações necessárias, não deixe para última hora! Separe todas as informações necessárias e faça a sua declaração com atenção, afinal, qualquer erro pequeno de digitação pode te deixar na malha fina.

Conte com a Nexxo e tenha a tranquilidade e segurança necessária para envio da sua declaração.

Compartilhe: